A Burocracia é mesmo necessária?

Criando Relacionamentos Assertivos na Engenharia

Na junção dos termos bureau (escritório em francês) e krátos (poder ou regra em grego) é formada a palavra Burocracia um tanto mal vista frente aos processos ágeis e tecnológicos existentes na atualidade. A junção dessas palavras nos remete a autoridade praticada por funcionários de escritório.

Vivemos na Sociedade do Conhecimento em que o poder é garantido àqueles que possuem consciência, experiências e aprendizados não cristalizados, mutáveis. O pensador Alvim Toffler (1928-2016) registrou muito bem esse conceito na frase: “O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler ou escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”.

No âmbito das Engenharias e Geociências o sistema CONFEA/CREA é a autarquia que fiscaliza as atividades de profissionais e empresas com processos administrativos que requerem prazos, infraestrutura e relacionamento. Atua em prol da sociedade, sendo um sistema constituído por pessoas para pessoas.

No pós guerra da década de 90, em ambiente militar, surgiu o termo VUCA com intuito de descrever o mundo em que vivemos pra saber como lidar com ele. VUCA é um acrônimo em que cada letra é parte de uma palavra: Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity; portanto volátil, incerto, complexo e ambíguo são características do contexto atual.

Meu intuito aqui é acompanhar e registrar temas relacionados à burocracia no âmbito da Engenharia e Geociências frente ao sistema CONFEA/CREA, facilitando processos e reduzindo o retrabalho.

 

Comentários

1 comentários

Você precisa estar cadastrado para enviar comentários.
Clique aqui e cadastre-se.