engenharia, engenharias, vaga para engenheiros

engenharia, engenharias, vaga para engenheiros

engenharia, engenharias, vaga para engenheiros

engenharia, engenharias, vaga para engenheiros

Menssagem de erro

  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).
  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).
  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).
  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).
  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).
  • Notice: Array to string conversion em token_replace() (linha 102 de /home/engenharias/public_html/includes/token.inc).

Uma série de fatores e os desabamentos de edificações no Brasil.

     No Brasil, nos últimos anos tornaram-se frequentes noticias de desabamentos de edificações, são sonhos e famílias inteiras perdidas em poucos segundos. Este artigo busca apontar as razões pelos quais tais eventos tem sido tão frequente no país.

     A construção civil, é um dos setores mais importantes da economia de um país, por movimentar muitos outros setores e gerar diversos empregos direta e indiretamente. Apesar de ser um setor altamente tecnológico, a maioria das edificações, são construídas, principalmente no Brasil, de forma simples. Isto não é um demérito, visto que, o simples funciona se executado de forma correta e dentro das normas vigentes.

     A auto construção, com certeza, é um fator recorrente nos desabamentos das edificações. Atrelada a problemas socioeconômicos, tem se tornado cada vez mais frequente com a quantidade de informações disponíveis através da internet, seja por redes sociais ou textos do tipo "faça você mesmo". 

"A má informação é mais desesperadora que a não informação" Charles Caleb Colton

     Não é difícil por exemplo encontrarmos vídeos que ensinam a construção de pilares com treliças e/ou até mesmo com a construção de casas sem nenhum tipo de pilar. Este tipo de desinformação é preocupante pois, é replicada por milhares de pessoas todos os dias.

     Outro fator importante, e também atrelado ao social é a construção em locais de risco. Todos os municípios brasileiros, possuem em seu território áreas de interesse ambiental. Essas áreas não existem apenas, para os municípios cumprirem as leis, elas existem pois fazem parte de um grande ciclo, um ecossistema. Por essa razão temos cidades com grandes pontos de alagamentos e deslizamentos de encostas.

     As ocupações dessas áreas, demonstram a ineficácia da politica de habitação de grande parte dos municípios brasileiros, alguns não possuem nenhum tipo de planejamento para a expansão de seus bairros e o atendimento a população com os serviços essenciais.

     Mas, como é possível que comunidades inteiras sejam construídas de forma irregular, sem que ninguém tome uma providencia? Esta está ligada a falta de fiscalização, que neste caso, pode ser dividida em duas:

     Primeiro o órgão que fiscaliza onde se constrói, que é o departamento de análise e fiscalização do código de obras, habitação e urbanismo do município. Infelizmente a maioria dos municípios brasileiros possui este departamento sucateado, com mal uso do efetivo ou sem condições para que realizem seu trabalho com eficácia, além é claro da corrupção que corrobora para que essa fiscalização não seja executada.

     O segundo órgão é o responsável por fiscalizar quem e como se constrói, essa fiscalização é responsabilidade do CREA. Nos últimos anos tem vindo a tona a ineficiência da entidade, além dos diversos problemas em realizar as atividades que são a razão de sua existência, como fiscalizar e dar suporte aos milhares de engenheiros associados. Um fator técnico importante nesta falta de fiscalização é a presença de profissionais ruins que vendem a sua "responsabilidade" por preços pífios e acabam não dando nenhum suporte durante a construção da edificação.

     Por último, devemos considerar que, apesar de serem estruturas robustas, as edificações precisam de manutenção. Apesar das diversas leis e normas preverem que tais manutenções sejam feitas de tempos em tempos, ainda não é cultura do brasileiro executa-las antes que os problemas se tornem grandes ou se tornem um problema financeiro. A atenção, a pequenos detalhes, pode evitar uma grande dor de cabeça no futuro.

     O que se sabe é que a queda de uma edificação dificilmente se dará por apenas um desses fatores, mas sim, uma soma de fatores sejam eles técnicos, socioeconômicos e por vezes no Brasil, político.

Autoria

  • Lafayete Araujo
    Lafayete Araujo
    Engenheiro
    Macaé-RJ
    Engenheiro Civil, com mais de 9 anos de experiência no mercado de trabalho atuando com rotinas na área administrativa e de logística. Disponibilidade total para mudança e viagens. Experiência com elaboração de projetos visando o melhor atendimento aos responsáveis técnicos das obras no município de Macaé. Facilidade no aprendizado, bom relacionamento interpessoal e foco em resultados

Olá, você só poderá enviar comentários quando se registrar ou realizar seu login.